CRONOLOGIA RELATIVA DE EVENTOS DEPOSICIONAIS NO MEGALEQUE DO RIO TAQUARI REVELADA POR HIPSOMETRIA

Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul

Endereço:
Avenida Borges de Medeiros, 1501/9º andar.
Porto Alegre / RS
90119-900
Site: http://planejamento.rs.gov.br/boletim-geografico
Telefone: (51) 3288-1539
ISSN: 24467251
Editor Chefe: Laurie Fofonka Cunha
Início Publicação: 30/06/1955
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Geografia

CRONOLOGIA RELATIVA DE EVENTOS DEPOSICIONAIS NO MEGALEQUE DO RIO TAQUARI REVELADA POR HIPSOMETRIA

Ano: 2016 | Volume: 0 | Número: 27
Autores: C. O. Andrades Filho, H. Zani, B. M. G. Ribeiro
Autor Correspondente: C. O. Andrades Filho | [email protected]

Palavras-chave: integral hipsométrica, curva hipsométrica, modelo digital de elevação, geomorfometria, megaleque, Quaternário.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este estudo apresenta a aplicação da curva e da integral hipsométricas (Hi) como forma de análise e
interpretação cronológica e evolutiva dos lobos deposicionais do megaleque do Taquari, no
Pantanal brasileiro. A curva e a integral hipsométricas são informações capazes de promover a
representação quantitativa e gráfica da superfície do terreno, parâmetros que são utilizados como
indicadores de diferentes estágios evolutivos do relevo. Como bases nestas análises, foram
utilizados os dados de elevação obtidos na missão SRTM (Shuttle Radar Topography Mission).
Estes dados foram processados nos aplicativos ArcGIS e Excel, de forma a obter as informações de
curva e integral hipsométricas e de altura do relevo para o conjunto de lobos deposicionais que
constituem os compartimentos da morfologia de leque estudada. Os resultados indicam que quanto
maior a concavidade das curvas hipsométricas e menor o valor de Hi, mais recentes são as
morfologias dos lobos deposicionais. Esta relação também foi observada a partir do grau de
dissecação da superfície expresso na variável morfométrica de altura do relevo. Neste sentido,
conclui–se que as informações hipsométricas apresentam relação com a cronologia da sedimentação
dos lobos deposicionais, confirmando a validade do modelo evolutivo atualmente sugerido para o
megaleque do Taquari.



Resumo Inglês:

This study presents the application of the hypsometric curve and integral (Hi) as an instrument to
analyze and interpret the chronology and evolution of the depositional lobes on Taquari megafan
(Pantanal, Brazil). The hypsometric curve and integral are able to represent the relief in a
quantitative and graphical way; these parameters are used as indicators of different
geomorphological evolutionary stages. The elevation dataset was obtained from the SRTM (Shuttle
Radar Topography Mission), processed in ArcGIS and Excel software, in order to obtain the
hypsometric curve and the quantitative parameters to describe each depositional lobe. The next step
was the extraction of relief height, to assist the hypsometry analysis and to compare with lobes age.
The results suggest that the greater the concavity of the hypsometric curves and the lower the value