Crianças entendem ‘todo’? Conhecimento linguístico, demandas da tarefa e controle executivo na aquisição de quantificadores

Revista Linguística Rio

Endereço:
Av. Horácio Macedo, s/n, Faculade de Letras – UFRJ, sala F321,Cidade Universitária
Rio de Janeiro / RJ
21941-598
Site: http://www.linguisticario.letras.ufrj.br
Telefone: (21) 3938-9710
ISSN: 2358-6826
Editor Chefe: Nathacia Lucena Ribeiro / Thiago Oliveira da Motta Sampaio
Início Publicação: 31/08/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Linguística

Crianças entendem ‘todo’? Conhecimento linguístico, demandas da tarefa e controle executivo na aquisição de quantificadores

Ano: 2018 | Volume: 4 | Número: 1
Autores: Maria Elisa Oliveira Scheuenstuhl Karen Miranda Renê Forster
Autor Correspondente: Maria Elisa Oliveira Scheuenstuhl | [email protected]

Palavras-chave: quantificadores, aquisição da linguagem, controle executivo

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente squib apresenta uma revisão de estudos sobre o desenvolvimento da compreensão de orações contendo um quantificador universal. Discutem-se, de um ponto de vista teórico, as duas principais classes de hipóteses que tentam explicar os erros tipicamente associados a esse tipo de estrutura durante o período de aquisição da linguagem. Em especial, este trabalho explora a hipótese da competência integral, segundo a qual a suposta análise incorreta de estruturas de quantificação seria, na verdade, resultante de aspectos metodológicos tipicamente envolvidos na avaliação desse aspecto da aquisição da linguagem. Nesse sentido, busca-se esclarecer a relação entre o desenvolvimento das funções executivas e a aquisição de estruturas de quantificação.



Resumo Inglês:

The present squib presents a review of studies on the acquisition of the universal quantifier. From a theoretical point of view, we discuss the two main hypotheses that attempt to explain the errors typically associated with this type of structure during language acquisition. In particular, this paper explores the full competence hypothesis, according to which the alleged incorrect analysis of quantification structures would be in fact a result of methodological aspects typically involved in tasks aimed to evaluate this aspect of language development. We seek to point out some questions regarding the relationship between the development of executive functions and the acquisition of quantification structures.