CONFORMIDADE INICIAL DAS NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NO BRASIL

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

CONFORMIDADE INICIAL DAS NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NO BRASIL

Ano: 2019 | Volume: 20 | Número: 3
Autores: Otávio Gomes Cabello, Marco Vinício Bilancieri, Ricardo Rocha de Azevedo
Autor Correspondente: Otávio Gomes Cabello | [email protected]

Palavras-chave: conformidade, ipsas, contabilidade pública, adoção inicial

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

As Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público vêm passando por transformações. Um dos objetivos dessas transformações é a promoção de maior transparência na aplicação do dinheiro público. Sendo assim, foi estabelecida a seguinte questão: qual o nível de conformidade inicial das normas contábeis das capitais e estados brasileiros? Foi calculada a frequência de adoção dos 32 itens elencados neste estudo, nos estados e capitais; depois empregada a análise do teste de médias; e posteriormente a análise de regressão em painel, efeitos aleatórios, para testar se as variáveis Ativo Total, Liquidez e Endividamento permitiam identificar uma propensão desses em atender aos itens requisitados pelas normas. Observou-se uma evolução das capitais sobre a conformidade das normas na ordem de 50% do ano de 2014 para 2015. Já nos estados, observou-se uma evolução da conformidade na ordem de 81% do ano de 2014 para 2015. O teste de médias indicou que não há diferença entre as conformidades dos estados e capitais. Foi identificada uma relação positiva entre a variável Tamanho dos estados e capitais com a adoção inicial das normas, sugerindo que as unidades com maiores recursos disponíveis estão mais adequadas às exigências normativas contábeis. As unidades com menor recurso e mais endividadas, por sua vez, apresentam grau de conformidade inferior à média.



Resumo Inglês:

The Brazilian Accounting Standards Applied to the Public Sector underwent transformations. One of the objectives of these transformations is to promote greater transparency in the application of public money. Therefore, it was established the following question: what is the current stage of compliance of capitals and Brazilian states? The frequency of adoption of the 32 items listed in this study, in the states and capitals, was calculated and then the Student ‘s test was used. Finally, a random regression panel analysis was performed to test whether a total asset, liquidity, and indebtedness made it possible to identify a propensity of these in attending the required standard items, thus greater compliance. Capital movements were observed compliance of the order of 50% from 2014 to 2015. In the States, there was an evolution compliance in the order of 81% from 2014 to 2015. Test of means indicated that there is no difference between the conformity of states and capital. A positive relationship between the variable Size of states and capitals was identified with the adoption of the standards, suggesting that the units with the highest resources available are better suited to the normative accounting requirements. The lowest and most indebted units, in turn, have a lower than average degree of compliance