Concepções e uso da mídia e da internet na Igreja Católica: uma abordagem histórica

Pesquisas em Teologia

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente - 225 - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451900
Site: http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/index
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 2595-9409
Editor Chefe: Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 05/12/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

Concepções e uso da mídia e da internet na Igreja Católica: uma abordagem histórica

Ano: 2020 | Volume: 3 | Número: 5
Autores: Carolina Teles Lemos, Wolmir Therezio Amado
Autor Correspondente: C. T. Lemos | [email protected]

Palavras-chave: Igreja Católica, Redes sociais, Comunicação, Comunidade

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Pode-se afirmar que uma das características socioculturais da atualidade é a presença da mídia como espaço e forma de comunicações sociais. As redes sociais tornaram-se algo maior do que um mero canal de relacionamentos ultrapassando essa barreira e se tornando fontes inesgotáveis de produção e de consumo de informações. Em tal contexto, lança-se as perguntas: e a Igreja Católica, como tem reagido? Quais têm sido seus principais posicionamentos em relação à presença massiva das diferentes redes de comunicação social? Como a Igreja Católica compreende e utiliza os meios de comunicação social em suas concepções e práticas pastorais? A intenção deste artigo é apresentar respostas a essas perguntas. Para isso, nos posicionamos, desde uma perspectiva histórica, tendo como fontes documentos produzidos pelo Vaticano, pelos Papas em diferentes períodos históricos da Igreja Católica e por outras fontes de informação. Entende-se que a referida Igreja tem apresentado um duplo posicionamento: encorajar o seu progresso correto e sua justa utilização para o desenvolvimento, a justiça e a paz da humanidade; comunicar na e pela própria Igreja, tendo por base a comunhão de amor entre as Pessoas divinas e sua comunicação conosco.



Resumo Inglês:

 

It can be affirmed that one of the sócio-cultural characteristics of today is  the  presence  of  the  media  as  a  space  and  form  of  social  communications. Social  network s  have  become  something  bigger  than  a  mere  channel  of relationships  overcoming  this  barrier  and  becoming  inexhaustible  sources  of production and consumption of information. In this context, the questions are asked: and the Catholic Church, how has it react ed? What have been their main positions in relation to the massive presence of different media networks? How does  the  Catholic  Church  understand  and  use  social  media  in  its  pastoral conceptions and practices? The intention of this article is to present ans wers to these   questions.   To   this   act,   we   position   ourselves,   from   a   historical perspective,  having  as  sources  documents  produced  by  the  Vatican,  by  the Popes in different historical periods of the Catholic Church and by other sources of  information.  It  is understood  that  this  Church  has  presented  a  double dual positioning:  to  encourage  their  correct progress  and  their  fair  use  for  the development, justice and peace of humanity; communicate in and through the Church herself, based on the communion of love between the divine People and their ommunication with us.