Avaliação ex-post de programa implementado com recursos da cobrança pelo uso de recursos hídricos: uma ferramenta de apoio à gestão na bacia hidrográfica do rio Doce

Revista Mineira de Recursos Hídricos (RMRH)

Endereço:
Rodovia Papa João Paulo II 4143 - Prédio Minas - 1º andar - Serra Verde
Belo Horizonte / MG
31630-900
Site: http://rmrh.igam.mg.gov.br
Telefone: (31) 3915-1568
ISSN: 2675-3359
Editor Chefe: Marília Carvalho de Melo
Início Publicação: 01/01/2020
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Engenharia sanitária, Área de Estudo: Multidisciplinar

Avaliação ex-post de programa implementado com recursos da cobrança pelo uso de recursos hídricos: uma ferramenta de apoio à gestão na bacia hidrográfica do rio Doce

Ano: 2022 | Volume: 3 | Número: Não se aplica
Autores: A. de A. Morais, F. H. da S Alves
Autor Correspondente: A. de A. Morais | [email protected]

Palavras-chave: PROGRAMA P22, USO RACIONAL DA ÁGUA, PROGRAMAS PÚBLICOS.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Uma parcela importante da demanda total de água na bacia hidrográfica do Rio Doce é devida à irrigação, especialmente no estado do Espírito Santo. Considerando essa situação, os Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs) aprovaram o Programa de Incentivo ao Uso Racional de Água na Agricultura – P22. Este estudo teve por objetivo realizar uma avaliação qualitativa e quantitativa da implementação do P22 na Unidade de Análise (UA) do rio São José, no Espírito Santo, que tem a irrigação como principal uso consuntivo da água. Foram definidos categorias, indicadores e índices de avaliação, possibilitando a obtenção, consolidação e avaliação do programa. O P22 foi implementado de forma satisfatória para 90% dos participantes na pesquisa. Houve boa aceitação, disposição em recomendar o programa a outras instituições ou produtores e disposição para participar novamente do programa. Para 80% dos participantes o P22 foi a primeira experiência com uma ação de incentivo ao uso racional da água na agricultura e para 100% dos produtores foi o primeiro contato com uma tecnologia de manejo da água na irrigação. De acordo com as categorias, indicadores e índices de avaliação definidos, o Programa P22 obteve um percentual de 74%, estando na Situação de Implementação "BOM". A avaliação do P22 mostrou-se uma importante ferramenta de gestão de recursos hídricos, contribuindo para o processo decisório sobre a sua continuidade, na medida em que foram conhecidos os seus resultados, considerando não só os apresentados pela entidade executora, mas também pelos pontos de vista dos participantes do programa.



Resumo Inglês:

An important portion of the total water demand in the Doce river watershed is for irrigation, especially in the state of Espírito Santo. Considering this situation, the Watershed Committees (WSCs) approved of the Program to Encourage Rational Use of Water in Agriculture – P22. This study aimed to perform a qualitative and quantitative assessment of the implementation of P22 in the Unit of Analysis (UA) of São José River, in Espírito Santo, which has irrigation as the main consumptive use of water. Categories, indicators, and evaluation indexes were defined, enabling the achievement, consolidation and assessment of the program. P22 was satisfactorily implemented for 90% of participants in the research. There was good acceptance and willingness not only to recommend the program to other institutions or farmers, but also to participate again. According to 80% of the participants, P22 was their first experience with an action to encourage the rational use of water in agriculture and for 100% of the farmers it was their first contact with water management technology for irrigation. According to the categories, indicators and evaluation indexes defined, P22 obtained a percentage of 74%, being in the Implementation Situation considered as "GOOD". The assessment of P22 proved to be an important tool to manage water resources, contributing to the decision-making process in its continuity, to the extent that its results were known, considering not only those presented by the responsible entity, but also from the viewpoint of the program participants.