ANÁLISE DE CUSTOS EM HOSPITAIS: COMPARAÇÃO ENTRE OS CUSTOS DE PROCEDIMENTOS DE UROLOGIA E OS VALORES REPASSADOS PELO SISTEMA ÚNICA DE SAÚDE

ABCustos

Endereço:
Avenida Unisinos - 950 - Cristo Rei
São Leopoldo / RS
93022750
Site: https://www.abcustos.emnuvens.com.br/abcustos/index
Telefone: (51) 9406-0625
ISSN: 1980-4814
Editor Chefe: Clóvis Antônio Kronbauer
Início Publicação: 01/05/2006
Periodicidade: Quadrimestral

ANÁLISE DE CUSTOS EM HOSPITAIS: COMPARAÇÃO ENTRE OS CUSTOS DE PROCEDIMENTOS DE UROLOGIA E OS VALORES REPASSADOS PELO SISTEMA ÚNICA DE SAÚDE

Ano: 2013 | Volume: 8 | Número: 1
Autores: Antônio Artur de Souza, Alessandra Grazielle Xavier, Lívia Carolina de Matos Lima, Mariana Guerra
Autor Correspondente: Antônio Artur de Souza | [email protected]

Palavras-chave: gestão de custos, sistema ABC, hospitais, SUS.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Dada sua complexidade, as organizações hospitalares demandam informações detalhadas sobre os custos incorridos na prestação dos serviços de assistência à saúde, a fim de gerenciá-los. A disponibilidade de informações consistentes de custos auxilia na adequada aplicação dos recursos escassos, principalmente em hospitais prestadores de serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS). Um dos sistemas de custeio que pode ser utilizado para a gestão dos custos hospitalares é o Custeio Baseado em Atividades (ABC). Esse sistema é diferenciado em relação aos sistemas de custeios tradicionais, pois possibilita a alocação dos custos indiretos aos serviços de modo mais eficiente. O objetivo geral desta pesquisa foi verificar se o valor repassado pelo SUS para procedimentos de urologia é suficiente para cobrir os custos incorridos na realização de tais procedimentos. Para tanto, delinearam-se os seguintes objetivos específicos: (i) calcular, com base no ABC, os custos de procedimentos de urologia a partir de dados coletados em um hospital filantrópico de Belo Horizonte/MG; (ii) buscar, no Banco de dados do Sistema Único de Saúde (DATASUS) informações sobre os valores de repasse do SUS para reembolso dos procedimentos analisados; e (iii) comparar os custos dos procedimentos calculados com os valores repassados pelo SUS. Por meio deste estudo, verificou-se que o repasse é insuficiente para todos os procedimentos analisados, sendo significativa a diferença entre o valor repassado pelo SUS e o custo calculado por meio do ABC.



Resumo Inglês:

The complexity of hospital organizations requires detailed cost information that reflects activities in the actual hospital environment, so that costs can be traced and properly managed. Consistent cost information is instrumental in allocating scarce resources, especially in hospitals providing health services reimbursed by the Unified Health System (SUS), Brazil’s publicly funded health care system. One of the costing methods that can be implemented in hospital cost management is Activity-Based Costing (ABC), a method which, unlike traditional costing systems, allocates overhead costs to services more efficiently. Drawing on this methodology, this paper reports on a case study aimed at assessing whether the values for urological procedures reimbursed by the Unified Health System were sufficient to meet the actual costs incurred in those procedures. More specifically, the research herein reported (i) made use of ABC to calculate the costs of urological procedures in a philanthropic hospital in the city of Belo Horizonte, State of Minas Gerais; (ii) queried the Unified Health System databank (DATASUS) for information on the values paid for the procedures under analysis; and (iii) performed a comparison of actual costs and reimbursement paid by SUS. The results show that the reimbursement values paid failed to meet the costs incurred in urological services, the ABC system revealing a significant discrepancy between reimbursed values and actual costs.