Análise das influências clássicas na proposta de formação oratória agostiniana

Codex

Endereço:
Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras - Av. Horácio Macedo, 2151/F326 Cidade Universitária
Rio de Janeiro / RJ
21941917
Site: https://revistas.ufrj.br/index.php/CODEX/index
Telefone: (21)2598-9716
ISSN: 21761779
Editor Chefe: Beatriz de Paoli
Início Publicação: 30/06/2009
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

Análise das influências clássicas na proposta de formação oratória agostiniana

Ano: 2010 | Volume: 2 | Número: 2
Autores: Ivan Baycer Junior
Autor Correspondente: Ivan Baycer Junior | [email protected]

Palavras-chave: cristianismo, patrística latina, agostinho de hipona, retórica

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Neste trabalho expor-se-á uma análise das influências clássicas presentes na proposta de formação oratória agostiniana, a ser desenvolvida paralelamente ao estudo das concepções de retórica no seio do cristianismo. Buscando-se observar que, a apresentação elaborada por Agostinho de Hipona à eloquência clássica reflete simultaneamente a repulsa por seu passado e as concepções herdadas pela formação cristã. Desta forma, perceber-se-á que o antigo retor propõe bases para uma eloquência não artificiosa, cujas bases espelham as concepções paulinas – profundamente influenciadas pelo platonismo – e a herança retórica latina, representada principalmente por Cícero. Proposta desenvolvida no decorrer do quarto livro do tratado De doctrina christiana, foco deste estudo, onde se vê Agostinho refletir e embasar o ideal de orador simples, de fala sábia e não artificiosa.



Resumo Inglês:

This work will expose an analysis of classical influences present in the proposal of Augustinian oratorical training, being developed in parallel with the study of concepts of rhetoric within Christianity. Aiming to note that the presentation prepared by Augustine of Hippo to the classical eloquence simultaneously reflects the rejection to his past and the ideas inherited by the Christian formation. Thus, it will realize that the old rhetorician proposes bases for a non artificial eloquence, whose bases reflect the Pauline conceptions – strongly influenced by Platonism – and the Latin rhetorical heritage, represented mainly by Cicero. Proposal developed during the fourth book of the treatise De doctrina Christiana, the focus of this study, where we see Augustine to reflect and to base the ideal of simple orator, with wise speech and non artificial.