“O Princípio responsabilidade” em Hans Jonas. Um desafio para a bioética numa contínua transcendência

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 03527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Maria Teresa de Freitas Cardoso
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Teologia

“O Princípio responsabilidade” em Hans Jonas. Um desafio para a bioética numa contínua transcendência

Ano: 2010 | Volume: 14 | Número: 35
Autores: Waldir Souza
Autor Correspondente: W. Souza | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A ética da tecnologia não deve ser considerada simplesmente em
função da fase aplicativa, de saber-poder, mas também em sua fase elucidativa.
A tecnologia exige ser iluminada e ter sua referência numa antropologia
global. O pensamento de Hans Jonas - “O Princípio Responsabilidade”,
provoca a analisar o impacto dos avanços da tecnociência, da biotecnociência
diante do novo agir humano e para tanto, sugere uma reflexão
teológica enquanto participação na bioética. A teologia na bioética quando
analisa sistemicamente uma questão, ela quer analisar a partir do conjunto
de elementos em interação mútua que configuram a realidade na qual emerge
o desafio ético.



Resumo Inglês:

The ethics of technology must not be considered simply according to its
applicative phase, knowledge-power, but also according to its elucidative
phase. Thus technology demands to be completed and to have its reference
in a global anthropology. Hans Jonas’ thinking – “The Imperative of Responsibility”,
attracts to analyze the impact of developments in technoscience,
in biotechnoscience before new human action and thus suggests a
theological thinking whereas participation in bioethics. Theology in bioethics
when analyzes systematically a question, it wants to analyze from a set
of elements in mutual interaction that configures the reality in which the
ethics defiance emerges.