O processo da escolarização do Ensino Religioso confessional no sistema público estadual do Rio de Janeiro: contrapontos da Lei 3.459/00 à realidade escolar

Revista Acadêmica Licencia&acturas

Endereço:
Rua Julio Hauser, 171 - Sete de Setembro
Ivoti / RS
93900000
Site: http://www.ieduc.org.br/ojs/index.php/licenciaeacturas/index
Telefone: (51) 3563-8600
ISSN: 2525-5754
Editor Chefe: Ailim Schwambach
Início Publicação: 30/06/2013
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: História, Área de Estudo: Teologia, Área de Estudo: Direito, Área de Estudo: Planejamento urbano e regional, Área de Estudo: Linguística, Área de Estudo: Multidisciplinar

O processo da escolarização do Ensino Religioso confessional no sistema público estadual do Rio de Janeiro: contrapontos da Lei 3.459/00 à realidade escolar

Ano: 2016 | Volume: 4 | Número: 1
Autores: Evandro Francisco Marques Vargas, Leandro Garcia Pinho
Autor Correspondente: Evandro Francisco Marques Vargas | [email protected]

Palavras-chave: Políticas Educacionais, Ensino Religioso, Processo de escolarização, Participação.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

No trabalho em tela, discutimos as políticas educacionais para o Ensino Religioso (ER) na rede pública do estado do Rio de Janeiro, regidas pela Lei 3.459/00, que determina o caráter confessional para a disciplina. Metodologicamente, realizamos o diálogo entre a regulação e a participação dos sujeitos que compuseram a pesquisa por meio de entrevista e observação direta. Daí emergiu a categoria de análise: organização das turmas e inscrição dos discentes. O que nos permitiu evidenciar a elaboração teórica de uma “engenharia social” no processo de escolarização para legitimar o “monopólio religioso” das denominações religiosas cristãs, levadas a efeito sob a forma “estrutura de plausibilidade”.



Resumo Inglês:

In the present work we discuss the educational policies for Religious Education (RE) in the public school system of the state of Rio de Janeko, ruled by Law 3,459/00 which determines the confessional character of the discipline .Methodologically we conducted the dialogue between the regulation and the participation of the subjects who composed the research through interviews and direct observation. Thence emerged the category of analysis:: organization of classes and student enrollment. This allowed us to highlight the theoretical elaboration of a "social engineering" in the educational process to legitimize the "religious monopoly" of the Christian denominations, carried out in the form of a "plausibility structure".