A educação bilíngue e o acesso à Língua Brasileira de Sinais na Educação infantil

Revista Espaço

Endereço:
Coordenação de Publicações DDHCT Departamento de Desenvolvimento Humano, Científico e Tecnológico (DDHCT) do Instituto Nacional de Educação de Surdos Rua das Laranjeiras, 232, Laranjeiras. Rio de Janeiro – RJ
Rio de Janeiro / RJ
22240-003
Site: http://www.ines.gov.br/seer/index.php/revista-espaco/index
Telefone: 22857284
ISSN: 25256203
Editor Chefe: Cristiane Correia Taveira
Início Publicação: 31/12/1989
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Educação

A educação bilíngue e o acesso à Língua Brasileira de Sinais na Educação infantil

Ano: 2015 | Volume: Especial | Número: 44
Autores: Dulcéria Tartuci
Autor Correspondente: Dulcéria Tartuci | [email protected].br

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Ao considerarmos que mais de 90% das crianças surdas brasileiras têm pais ouvintes e que o acesso à Libras ocorre tardiamente é que este artigo teve por objetivo discutir a importância da educação bilíngue para as crianças surdas e o acesso à Língua brasileira de sinais – Libras na educação infantil. As análises apontaram que a produção acadêmica sobre esse tema é escassa no Brasil, inclusive nos Grupos de Trabalho que respaldam pesquisas sobre a educação infantil e educação especial, ressaltaram como meta a educação bilíngue no contexto escolar do aluno surdo, mas que essa prerrogativa não vem se efetivando amplamente na educação infantil. Além disso, apontaram a complexidade envolvida no aprendizado da Libras e no ensino da Língua portuguesa escrita, como segunda língua; a falta de acesso ao mundo letrado por meio de suportes que considere a perspectiva bilíngue e a demanda por professores surdos e ouvintes com domínio da Libras.