DESVELANDO O SABER DAS MULHERES SOBRE OS TIPOS DE PARTO

Bionorte

Endereço:
Avenida Osmani Barbosa, 11.111 - Conjunto Residencial JK
Montes Claros / MG
39404-006
Site: http://revistas.funorte.edu.br/revistas/index.php/bionorte
Telefone: (38) 2101-9288
ISSN: 2175-1943
Editor Chefe: Árlen Almeida Duarte de Sousa
Início Publicação: 01/02/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

DESVELANDO O SABER DAS MULHERES SOBRE OS TIPOS DE PARTO

Ano: 2019 | Volume: 8 | Número: Suplemento
Autores: L. G. Moreira, M. S. F. S. Santos, C. D. A. L. Ribeiro, J. L. C. Dias, J. T. G. Pinheiro, K. P. S. Hott, S. J. S. Ruas
Autor Correspondente: L. G. Moreira | [email protected]

Palavras-chave: Parto. Percepção. Pré-natal.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivo: identificar se as gestantes estão recebendo orientação quanto aos tipos de parto no pré-natal. Materiais e Métodos: trata-se de um estudo qualitativo e descritivo. As participantes foram oito mulheres em uma equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) localizada na região norte do município de Montes Claros-MG, que vivenciaram a experiência da gestação e do parto recentemente. Na coleta de dados, utilizou-se um formulário sócio obstétrico, gravação e uma entrevista semiestruturada. Resultados: foi evidenciado que o acompanhamento do pré-natal é satisfatório, porém existem falhas nas orientações passadas às gestantes, sendo que uma delas é a ausência das informações passadas e explicações sobre riscos e benefícios dos tipos de parto, deixando permanecer os conhecimentos aprendidos da sociedade e passados de geração para geração. Considerações Finais: Após a coleta e análise dos dados foi possível perceber que, por mais que as gestantes foram bem acolhidas, bem tratadas e tenham gostado da experiência de acompanhamento pré-natal, observou uma falta de informações precisas por parte do profissional que lhes atendeu, prevalecendo conhecimentos que vieram das experiências pessoais e familiares. Concluímos que apesar das mulheres entrevistas não receberem orientações, quanto aos tipos de partos, seus riscos e benefícios, não interferiram na escolha do parto que teve, a maioria tiveram o parto que desejava que fosse o parto normal, algumas evoluíram para uma cesariana não porque era suas opções mais sim por condições fisiológicas de não ter o parto normal.



Resumo Inglês:

Objective: To identify if pregnant women are receiving guidance on the types of delivery in prenatal care. Methodology: this is a qualitative and descriptive study. The participants were eight women in a Family Health Strategy (ESF) team located in the northern region of the municipality of Montes Claros, MG, who had recently undergone the experience of pregnancy and childbirth. In the data collection, a socio-obstetric form, recording and a semi-structured interview was used. Results: it was evidenced that the prenatal follow-up is satisfactory, but there are flaws in the guidelines given to pregnant women, one of them being the lack of past information and explanations about risks and benefits of the types of delivery, leaving the knowledge learned from the society and passed down from generation to generation. Final Considerations: After collecting and analyzing the data, it was possible to notice that, although the pregnant women were welcomed, well treated and enjoyed the experience of prenatal follow-up, they observed a lack of precise information on the part of the professional that attended them , prevailing knowledge that came from personal and family experiences. We conclude that although the women interviewed did not receive guidance, the types of deliveries, their risks and benefits did not interfere in the choice of delivery, most of them had a normal delivery delivery, some of them progressed to a cesarean section, not because it was her options rather because of physiological conditions of not having normal birth.